As 10 características mais valorizadas em engenheiros | Toctec

As 10 características mais valorizadas em engenheiros

blog 1

As 10 características mais valorizadas em engenheiros

Engenheiros são responsáveis por processos de construção, produção e desenvolvimento importantíssimos na sociedade. Mas quais são as características que o mercado de trabalho mais procura? Em 1998, a Escola Politécnica da USP (POLI/USP), em conjunto com a FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) encomendou uma pesquisa para responder à esta pergunta. Mais de 17 mil empresas foram ouvidas e das 72 características, 10 obtiveram destaque. Listamos aqui as 10 características que obtiveram maior pontuação (observe que existe mais de uma característica na mesma posição, devido a terem obtido a mesma pontuação na pesquisa):

1) Comprometimento com a qualidade no que faz e habilidade para trabalhar em equipe;

 

2) Habilidade para conviver com mudanças;

 

3) Visão clara do papel cliente consumidor, iniciativa para tomar decisões e conhecimento em informática;

 

4) Domínio da língua inglesa;

 

5) Fidelidade com a organização em que trabalha;

 

6) Valorização da ética profissional e ambição profissional/vontade de crescer;

 

7) Capacitado para planejamento;

 

8) Valorização da dignidade/honra pessoal;

 

9) Visão do conjunto da profissão e habilidade para economizar recursos;

 

10) Preocupação com a segurança do trabalho e liderança.

Observe que estas características estão mais ligadas com ser do que com saber técnico. A pesquisa ainda mostra algumas informações interessantes: o item “formação em cursos em faculdades de primeira grandeza” ficou em 23º lugar e atributos referentes aos cursos de pós-graduação em engenharia e em administração obtiveram o 40º e o 43º lugar, respectivamente. Ainda, interesse do indivíduo pela pesquisa científica ficou em 46º e a importância de cursos de especialização feitos no exterior ficou em 47º lugar. Outro ponto importante: o engenheiro obediente, disciplinado e cumpridor de regras (35º) não é tão valorizado quanto aquele que tem vontade de crescer (6º).

Fonte: Maria Cândida Moraes – O engenheiros dos novos tempos e as novas pautas educacionais

Pesquisar

Categorias

Nos envie uma mensagem.

Fale conosco